Entenda como é o dia a dia de um perito criminal

Diversos

Em séries e filmes policiais, o perito criminal é o responsável pela investigação de um crime. É ele quem investiga minuciosamente possíveis rastros deixados por um criminoso, como digitais e vestígios de sangue. No entanto, o trabalho do perito criminal vai muito além daquilo que a ficção mostra.

Esse profissional pode atuar em diferentes áreas, que abrangem desde Bioquímica até Informática. Sua atividade exige bastante atenção e racionalidade, sem dispensar o uso de equipamentos de segurança, de acordo com a tarefa que será realizada.

Para tanto, vamos conhecer um pouco mais sobre a profissão de perito criminal no Brasil, quais são as possíveis áreas de atuação e, é claro, um pouco mais sobre a rotina desses trabalhadores tão necessários para a resolução de crimes de diferentes naturezas.

O que faz um perito criminal?

Para além do estereótipo que aparece na ficção, o perito criminal é o profissional responsável pela chamada investigação forense, ou seja, a investigação científica dos crimes. Vale dizer que é considerado crime qualquer tipo de violação das leis penais.

Isso implica na apuração de assassinatos, estupros, furtos, roubos e até fraudes a partir de vestígios, provas e evidências coletadas no local do crime. Trata-se de um cargo que exige uma grande acuidade, discrição, responsabilidade e, é claro, um amplo conhecimento na área de atuação escolhida.

Sua atuação, portanto, fica a cargo da análise de provas, sendo que essas podem ser dos mais diversos tipos. Amostras de material humano, como DNA, fios de cabelo, sangue, tecidos e digitais, papéis, documentos, arquivos digitais, computadores e celulares são exemplos disso.

 

Como é a rotina de um perito criminal?

A prática de tarefas cotidianas não é algo fixo na vida de um perito criminal, muito pelo contrário. A sua rotina de trabalho vai depender das necessidades investigativas que lhes são apresentadas — sendo que essas podem ser completamente diferentes entre si. Nesse sentido, o perito deve estar sempre apto às mais diversas situações.

Em se tratando das tarefas mais comuns, estão a reconstituição de fatos, análise de materiais e documentos, exames nos locais do crime, visando a coleta de evidências e indícios, bem como encaminhamento desses materiais para os respectivos exames.

Dependendo da formação do perito, ele também será responsável por efetuar essas análises laboratoriais. Cabe a ele também reconstituir fatos e cenários, fotografar e identificar a cena do crime. Por fim, ele será responsável pela elaboração do laudo de perícia criminal, com todas as provas e fatos devidamente organizados.

Quais são as áreas de atuação?

Como já foi dito anteriormente, existem várias áreas onde um perito criminal pode atuar, seja nas ciências exatas, humanas ou biológicas. De modo geral, porém, para atuar nessa profissão, é exigido diploma de nível superior na área escolhida.

O perito criminal da área de Informática, por exemplo, vai trabalhar com delitos relacionados à tecnologia e internet, como clonagem de cartão de crédito, rádio pirata, exploração sexual e fraudes. Já na área Financeira, o perito criminal trabalhará com violações relacionadas à lavagem de dinheiro, corrupção e sonegação de impostos.

Na área de Química, o perito atuará com análises laboratoriais, bem como a criação de ferramentas para analisar alimentos, bebidas, drogas e agrotóxicos. O perito da área de Engenharia, por sua vez, atua em casos de desmoronamentos, supervisão de construções e casos de superfaturamento de obras.

Caso sua formação seja em Meio Ambiente, os crimes que serão periciados são aqueles que atingem a fauna e a flora do país, como análise de sítios arqueológicos, bem como casos de extração de minérios e poluição.

Há também a área de Genética, onde as atribuições do perito estão relacionadas à identificação de vestígios e de DNA humano, animal e vegetal na cena do crime. Tais profissionais, chamados de peritos em genética forense, trabalham, de modo exclusivo, no Instituto Nacional de Criminalística, em Brasília.

Gostou do artigo? Então não deixe de divulgar nosso blog em suas redes sociais!